PET

Programa de Educação Tutorial

    O Programa de Educação Tutorial (PET) foi criado para apoiar atividades acadêmicas que integram ensino, pesquisa e extensão. Formado por grupos tutoriais de aprendizagem, o PET propicia aos alunos participantes, sob a orientação de um tutor, a realização de atividades extracurriculares que complementem a formação acadêmica do estudante e atendam às necessidades do próprio curso de graduação.
    As atividades extracurriculares que compõem o Programa têm como objetivo garantir aos discentes do curso oportunidades de vivenciar experiências não presentes em estruturas curriculares convencionais, visando uma formação mais abrangente, tanto para a integração no mercado profissional quanto para o desenvolvimento de estudos em programas de pós-graduação (Manual de Orientações Básicas, 2006, p. 4).
    Os objetivos dos grupos PET são:

  • desenvolver atividades acadêmicas em padrões de qualidade e excelência, mediante grupos de aprendizagem tutorial de natureza coletiva e interdisciplinar;
  • contribuir para a elevação da qualidade da formação acadêmica dos alunos de graduação;
  • estimular a formação de profissionais e docentes de elevada qualificação técnica, científica, tecnológica e acadêmica;
  • estimular novas estratégias de desenvolvimento e modernização do ensino superior no país;
  • estimular o espírito crítico, bem como a atuação profissional pautada pela cidadania e pela função social da educação superior.

 

PET Engenharia Biomédica

    O PET Engenharia Biomédica, aprovado pela PROGRAD em 2010, é um PET Institucional, ou seja, é regido e controlado exclusivamente pela Universidade. Os PETs Institucinais possuem os mesmos fundamentos e princípio dos grupos PET SESu (controlados pelo MEC).
    Sob a orientação de um Professor Tutor, são desenvolvidas atividades de ensino, pesquisa e extensão, envolvendo: área de formação acadêmica, conferências, minicursos e palestras, língua estrangeira adicional, leitura de obras extracurriculares, participação em eventos acadêmicos e científicos, participação e realização de projetos de pesquisa, participação de atividades administrativo-acadêmicas. Todas essas atividades são acompanhadas/avaliadas pelo Comitê Local de Acompanhamento e Avaliação (CLAA).